Logo

De Segunda a Sexta das 08:00 às 18:00




Exportação do frango registra maior volume desde 2016

Economista apresenta o cenário do arroz, feijão, soja, milho e das carnes

Nesta terça-feira (14), no quadro Mercado e Cotações, o Brasil Rural entrevistou Argemiro Brum, professor da Universidade Regional do Noroeste do Estado do Rio Grande do Sul (Unijuí), fala sobre o mercado dos principais produtos agrícolas.

Os preços do arroz começaram um processo de melhoria em abril, que se mantém em maio. Indicativos da Esalq mostram um aumento de 2,56%, com o saco de 50kg em R$ 44,07. Os preços pagos aos produtores ficaram em R$ 40,00 em Santa Catarina e R$ 45,00 no Oeste da Bahia.

A chuva deixou os empacotadores preocupados. Os preços do feijão preto se estabilizaram. Boa parte das praças brasileiras ficaram entre R$ 130 e R$ 150 o saco de 60 kg. O carioca ficou entre R$ 130,00 e R$ 135,00 por saco em Goiás e Minas Gerais. Não há indicativo de aumento do produto, explica Argemiro.

Com relação ao boi gordo, os preços estiveram em queda na primeira quinzena de maio. Os embarques fecharam em 109.800 toneladas. O arroba do boi gordo no Triângulo Mineiro fechou em R$ 148,00 e no Tocantins em R$139,00.

As exportações da carne frango registraram em abril o maior volume desde 2016, apesar do recuo de 2% no valor em relação a maio. O principal país para embarque da carne de frango foi a China. Os preços para a nova semana estão R$ 2,35 em Santa Catarina e R$ 3,20 no Rio Grande do Sul.

 

radios.ebc.com.br